O que causa Candidíase Recorrente?

A candidíase recorrente é quando ocorre quatro vezes em um ano, diabetes, uso de anti bióticos e menopausa, são alguns fatores de causa da candidíase de repetição

O que causa candidíase recorrente

Compartilhe nas redes sociais!

Uma candidíase é considerada recorrente quando se repete quatro vezes ou mais em um ano, segundo a Mayo Clinic, então se você se encaixa nesse perfil e tem candidíase recorrente pode estar se perguntando qual a causa.

O que pode causar candidíase recorrente?

A candidíase recorrente pode ocorrer se as condições do corpo forem favoráveis ​​ao crescimento excessivo do fungo Candida Albicans. O crescimento excessivo do fungo Candida causa a maioria dos casos de infecções fúngicas vaginais.

Este tipo de fungo vive naturalmente no seu corpo sem causar nenhum problema. Mas se sair de controle, então pode causar problemas, as causas mais comuns desse descontrole são:

Uso de antibióticos ou duchas vaginais

A candidíase recorrente pode ocorrer quando há um desequilíbrio ou variação nas boas bactérias vaginais. Essas bactérias normalmente ajudam a impedir o crescimento excessivo da Candida. Uma das causas mais comuns da candidíase recorrente é quando muitas dessas bactérias são removidas da vagina, por meio de antibióticos ou duchas vaginais. Os antibióticos alteram o equilíbrio normal dos patógenos no interior do corpo. Tomar antibióticos fortes ou doses altas por muito tempo pode causar candidíase.

Excesso de umidade

Além disso, o fungo cresce em condições úmidas e pode sair de controle. Usar roupas intimas molhadas ou absorventes ou roupas apertadas e fechadas por muitas horas aumenta a umidade na região, o que favorece o crescimento do fungo.

Falta de higiene

A falta de higiene também é uma causa da candidíase recorrente. 

Imunidade baixa

Agora, pessoas com o sistema imunológico fraco, também estão em maior risco de ter candidíase de repetição. Idade avançada, uso constante de anti bióticos e certas doenças imunodeficientes, também são a causa de candidíase recorrente.

Tratamento incompleto

Se você teve candidíase e não fez todo o tratamento ou se não foi totalmente eficaz, é possível que a infecção retorne. Por isso é importante completar o tratamento até que todos os sintomas desapareçam. Seu médico poderá prescrever medicamentos antifúngicos a longo prazo. Isso pode incluir medicamentos orais ou pomadas vaginais, que devem ser usadas por até seis meses .

A candidíase também afeta outras áreas do corpo, como boca e pele, se não for totalmente eliminada do seu organismo, você pode se re-contaminar. Isso é mais comum nas mães que estão amamentando.

Sexo

Embora não seja classificada como uma infecção sexualmente transmissível (DST), é possível transmitir candidíase entre parceiros sexuais. Se seu parceiro ou parceira está com sintomas, isso pode te re-contaminar.

Fungo resistente

Embora rara, uma espécie de fungo pode ser capaz de resistir aos medicamentos comuns pode ser a causa da candidíase crônica.

Se a candidíase não estiver respondendo ao tratamento, seu médico poderá recomendar outro medicamento antifúngico junto com outros tratamentos. Isso pode incluir mudanças no seu estilo de vida  e tomar vitaminas e suplementos.

Diabetes

Mulheres com diabetes mal controlado correm maior risco de ter candidíase recorrente do que as mulheres não diabéticas. A hiperglicemia estimula o crescimento do fungo, o que aumenta o risco de candidíase.

Genética

Duas mutações genéticas podem tornar algumas mulheres mais suscetíveis à Candida albicans , o fungo que é a causa das candidíase vaginal crônica vaginais, segundo um estudo francês de 2011 realizado pelos Institutos Nacionais de Saúde e Pesquisa Médica e pela Universidade Paris Descartes. Um sistema imunológico saudável reconhecerá o crescimento excessivo de Candida e lançará uma defesa – mas o sistema imunológico em mulheres com esses defeitos genéticos não pode criar proteínas essenciais para tornar essa defesa possível.

Menopausa

Você pode estar entrando na menopausa.
Nos anos anteriores à menopausa , seus hormônios sofrem algumas mudanças radicais – e essas mudanças hormonais podem causar um desequilíbrio nas bactérias vaginais, o que pode aumentar o crescimento da Candida.

Conclusão:

Quanto mais cedo você começar a tratar a candidíase, mais rápido poderá se livrar da infecção. Procure um médico se perceber que tem candidíase recorrente.

Depois que o médico confirmar o diagnóstico, é importante fazer todo o tratamento para garantir que você se livre da infecção definitivamente. Isso também ajudará a evitar a possibilidade de casos crônicos.

Esse artigo é meramente informativo e não tem a intenção de substituir a consulta médica.

LEIA TAMBÉM:

Um comentário em “O que causa Candidíase Recorrente?”

Os comentários estão desativados.